Estoque versus Financeiro

Postado em 31/01/2020


Uma das maiores preocupações dos empresários, comerciantes, donos de negócios é o estoque. Existe um dilema de séculos sobre quais e quantos produtos seu negócio precisa ter para que seu cliente sempre encontre novidades e você nunca perca uma venda. O dilema é assim: Quanto mais produtos, mais dinheiro parado, quanto menos produtos, maior a chance de não ter o produto que o cliente procura. E agora?

É aí que entra o controle de estoque! Ele vai garantir que você tenha dinheiro suficiente para circular na empresa e ainda tenha as quantidades de produtos suficientes para fazer as vendas. Vamos ver como podemos fazer isso:

  1. Aprenda a calcular o estoque mínimo. O estoque mínimo ou de segurança é a quantidade de estoque que você precisa ter para garantir as vendas, basta multiplicar sua venda média mensal do produto por um nível de segurança (considere de 70% a 90%);

  2. Aprenda a fazer compras na hora certa. Para realizar as compras na hora certa é preciso saber quanto tempo o seu fornecedor demora para entregar a mercadoria. O ponto de fazer um pedido é a venda média diária multiplicada pelo tempo de entrega do fornecedor. Depois disso é só somar o estoque mínimo. O valor encontrado é a quantidade de estoque que seu produto precisa chegar para que seja necessário fazer um novo pedido.

  3. Saiba o que comprar. Tão importante quanto saber quanto comprar é o que comprar e pra isso é interessante ter um sistema de gestão que te tenha relatórios conhecidos como estatística ABC que separa os seus produtos por grupos, no caso o grupo A são os produtos mais vendidos e mais procurados, esses produtos juntos te dão pelo menos 70% de toda a sua receita. Os produtos do Grupo B complementam essa receita e os produtos do grupo C, são os produtos que saem muito pouco e não tem porque você tem uma quantidade muito grande no seu estoque.

  4. Organização é tudo. Não basta ter o estoque é preciso organizá-lo para que seu cliente encontre-o facilmente e perceba outros fatores nele como a qualidade e a marca. Se você tem uma loja de confecções por exemplo, não deixe as peças amarrotadas ou espalhadas, exponha-as em cabides e manequins. Já, se seu negócio é um mercadinho ou mercearia, mantenha os itens limpos, sem poeira e as frutas e verduras sempre frescas e ventiladas para conservar os produtos. Tome cuidado com produtos que tem data de validade, sempre coloque-os na frente das prateleiras quando fizer reposição.


E para finalizar, aqui vão quatro benefícios de se fazer a gestão do estoque:

  • Um estoque bem planejado contribui para a organização e aumento do capital de giro;

  • Ter sempre os produtos faz com que o cliente fique mais satisfeito e a empresa vende mais;

  • Diminui o desperdício de compras mal realizadas e aumenta o controle de perdas de mercadorias;

  • Mais conhecimento e informações sobre os produtos para planejar, conseguir descontos e negociar melhor com os fornecedores. 


Gostou dessas dicas? Tem mais no nosso #blogTOTAL. www.soutotal.com.br/#blog